Em evento assemblear, Certel e Certel Energia apresentaram resultados de 2016

31 de Março | Certel Energia Publicado em Certel Energia
Hennemann apresentou resultados do ano passado

Hennemann apresentou resultados do ano passado

A Cooperativa de Distribuição de Energia Teutônia (Certel Energia) e a Cooperativa Regional de Desenvolvimento Teutônia (Certel) realizaram, na tarde de quinta-feira, dia 30, as apresentações dos resultados obtidos no ano de 2016. Tendo por local o auditório central do Colégio Teutônia, as Assembleias Gerais Ordinárias (AGO’s) foram acompanhadas por associados de diversos municípios.
Um público de 291 pessoas compareceu às reuniões, que proporcionaram uma ampla participação dos associados sobre as atividades das duas cooperativas, comprovando o senso democrático característico do cooperativismo.

Grupo Certel
Composto pela Certel Energia e pela Certel Desenvolvimento, o Grupo Certel obteve, mesmo com um cenário econômico bastante desfavorável, um resultado positivo, com faturamento total de R$ 252 milhões.
A Certel Energia abriga o negócio da distribuição de energia, enquanto a Certel é responsável pela gestão dos outros negócios, contendo Lojas Certel, Certel Geração de Energia, Certel Artefatos de Cimento e parte da CertelNET.

Energia
Na AGO da Certel Energia, o presidente, Erineo José Hennemann, destacou que a cooperativa segue firmemente determinada em oferecer o melhor ao quadro social. Ou seja, uma energia de qualidade que continue alavancando o desenvolvimento da região e assegurando a melhoria da qualidade de vida dos mais de 60 mil associados consumidores. Em 2016, a Certel Energia teve um crescimento de 3,67% no consumo de energia elétrica, superior ao ano de 2015, quando foi de 2,93%, alcançando uma receita operacional de R$ 178 milhões. “Mais de 28 milhões foram investidos na melhoria da qualidade da energia, e a cooperativa encerrou o ano com uma sobra à disposição da AGO de R$ 19.955.647,34”, frisou.
Desta sobra, R$ 8.887.894,03 foram distribuídos, com aprovação da assembleia, para o Fundo de Reserva da Certel; R$ 700 mil para o Fundo de Assistência Técnica, Educacional e Social (Fates); R$ 1.336.507,09 para a correção, pelo Índice Geral de Preços do Mercado (IGPM), da Cota Capital dos associados com operação em 2016; e R$ 9.031.246,22 para o Fundo de Manutenção do Sistema de Distribuição e Geração.
Além de disponibilizar aos associados uma moderna estrutura tecnológica e profissionais altamente qualificados, fundamentais para garantir um fornecimento confiável, também foi ofertada a energia mais barata do mercado brasileiro, pelo segundo ano consecutivo, de acordo com pesquisa da Aneel, através do Índice Aneel de Satisfação do Consumidor (Iasc).
Segundo Hennemann, todo o empenho da cooperativa repercutiu também em outro item avaliado pelo Iasc, tendo em vista que a Certel Energia figurou entre as melhores empresas de energia do Brasil, ocupando a oitava posição. “Este dado nos orgulha, pois coloca a Certel Energia num destacado ranking, que avaliou mais de 100 concessionárias e cooperativas permissionárias do País. Queremos garantir um atendimento cada vez mais humano, profissional e atencioso, possibilitando condições ideais para uma vida de qualidade aos associados”, afirmou.
Henemann também destacou que, a partir de abril, haverá uma redução de 4,57% na tarifa de energia, definida pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).
Paralelamente, foi eleito e empossado o novo Conselho Fiscal da Certel Energia, que passa a ser formado pelos efetivos Jovani André Agostini (Linha Paissandu, Westfália), Ingo König (Sampaio, Santa Clara do Sul) e Ademir Sipp (Linha General Neto, Barão), e pelos suplentes Nilo Thies (Boa Vista, Teutônia), Imério Gonzatti (Paredão, Sério) e Roberto Carlos Wegner (Centro de Canudos do Vale).

Desenvolvimento
Na AGO da Certel, Hennemann enfatizou que a cooperativa continua atenta ao seu processo de avanços financeiro-econômicos. Classificou 2016 como um ano de muito trabalho, com profundas readequações em todos os negócios. A receita operacional foi de R$ 74 milhões. “Mesmo diante de todo o esforço empregado na busca de soluções, encerramos o ano com resultado negativo. O ramo que mais sofreu foi o varejo, com o fechamento de uma série de lojas. Das 70 que já formavam a nossa rede, encerramos 2016 com 33. Manter os negócios que dão resultado positivo é uma decisão e, alicerçado por uma competente equipe de profissionais, estamos buscando o ponto de equilíbrio”, assinalou.
Conforme o presidente, a Certel está focada em seus objetivos e reduzir o custo financeiro tem sido o principal desafio. “Ao que tudo indica, estamos no caminho certo. Inclusive, a nossa dívida bancária, que já era de R$ 136 milhões em 2012, fechou em R$ 53 milhões em 31 de dezembro de 2016”, complementou.
Também foi eleito e empossado o novo Conselho Fiscal da Certel Energia, que passa a ser formado pelos efetivos Jair Antônio Guaragni (Linha Tripoli, Boa Vista do Sul), Joacir Antônio Zanchett (Bela Vista do Fão, Marques de Souza) e Arno Luiz Pozzebom (São Roque, Boqueirão do Leão), e pelos suplentes Silvério Rürhwiem (Bairro Teutônia, Teutônia), Irio Luiz Lottermann (Linha São Francisco, Salvador do Sul) e Plinio Caliari (Baixo Canudos, Canudos do Vale).
Hennemann agradeceu a todos os associados que acreditam na atual gestão, e que veem nela a alternativa de ajustar a saúde financeira da Certel. “Em especial, um agradecimento aqueles que fazem a sua parte contribuindo com a integralização da Cotal Capital, o que vem sendo fundamental para a nossa recuperação”, pontuou.

Cota Capital
O presidente apresentou os resultados obtidos pela contribuição dos associados com a integralização da Cota Capital, que oportunizou um ingresso de aproximadamente R$ 2,5 milhões até o momento, e que, segundo Hennemann, estão sendo fundamentais para o processo de recuperação desta cooperativa. Informou também que, com a previsão da entrada de recursos via judicial, vinculados a uma bitributação de anos anteriores, a Cota Capital será integralizada somente até dezembro deste ano, e não mais valerá por 24 meses. “É uma prova incontestável de que estamos fazendo o melhor possível para as cooperativas e, principalmente, para os associados, pois, mesmo com somente 12 meses de contribuição, conseguimos obter uma significativa entrada de recursos que estão sendo essenciais. Agradecemos de coração a todos que, num verdadeiro gesto de cooperativismo, vêm dando as suas mãos para a Certel”, enalteceu, destacando que haverá uma assembleia extraordinária para decidir a forma de devolução deste dinheiro corrigido aos associados.

Email

GALERIA DE IMAGENS

INFORMAÇÕES AO CONSUMIDOR

Confira alguns benefícios disponibilizados pela Certel Energia.

CENTRAL DE SERVIÇOS

Acesse aqui a agência virtual da Certel Energia, e facilite o acesso a conteúdos relevantes sobre o fornecimento de energia elétrica.

ÁREAS DE ATUAÇÃO

A Certel está inserida em 47 municípios, dos quais 17 em sedes municipais, contemplando mais de 180 mil pessoas.

ATENDIMENTO

O Sistema FECOERGS é composto por 15 cooperativas de distribuição e geração de energia elétrica, atuando nas regiões de produção agropecuária do RS, na área rural de 358 municípios e 72 sedes municipais, beneficiando a mais de um milhão de gaúchos.

RECOMENDAÇÕES

Recomendações para o plantio de árvores perto da rede elétrica.


Certel


Certel - Todos os direitos reservados ® Brivia