Programa de Padronização da Fecoergs completa 10 anos

17 de Outubro
Programa conta com o apoio das cooperativas

Programa conta com o apoio das cooperativas

A unificação dos métodos de trabalho das cooperativas filiadas ao sistema Fecoergs – Federação das Cooperativas de Energia e Telefonia do Estado do Rio Grande do Sul –, celebra, em 2013, seu décimo ano de atividades. O projeto, pioneiro no cooperativismo do Estado, define os padrões para o sistema elétrico das 23 cooperativas do Sistema Fecoergs, promovendo a integração e cooperação das instituições envolvidas, contribuindo para a manutenção e disseminação do conhecimento.

O trabalho nasceu com a ideia de unificar todos os métodos de trabalho das cooperativas, visando ganhos de escala e produtividade, redução de custos e mais segurança no trabalho. No final de 2002 iniciaram as primeiras tratativas entre as cooperativas do sistema Fecoergs e, em outubro de 2003, foi realizado o primeiro encontro que definiu os rumos do programa de padronização da Fecoergs.

Nos dias 03 e 04 de outubro, os profissionais responsáveis em cada cooperativa se reuniram em Ibirubá, na sede da Ascoprel, para mais uma reunião do programa. No mês em que se completaram exatos 10 anos da implantação do projeto, foram lembradas as importantes conquistas obtidas através da integração das cooperativas, destacando a qualificação dos profissionais e dos processos de trabalho nas redes elétricas. Os centros de treinamento (localizados em Ibirubá e Teutônia) formaram, neste período, em torno de 6 mil profissionais, com cerca de 400 horas de treinamento para se tornarem eletricistas. “O alto nível de conhecimento com que se formam os profissionais nos centros de treinamento das cooperativas proporciona um atendimento com mais qualidade aos cooperantes, além de um trabalho mais eficiente e seguro”, destaca Leandro André Hoerlle, coordenador do Programa de Padronização e Inovação da Fecoergs.

Jânio Vital Stefanello, presidente da Fecoergs e da Coprel Cooperativa de Energia, destaca que este trabalho é exemplo para todo o sistema cooperativo. “A Intercooperação, ou Cooperação entre Cooperativas, sexto princípio que orienta o cooperativismo, tem um exemplo importante de aplicação no programa de padronização da Fecoergs. As ideias e conhecimentos são compartilhados e adquirem continuidade, a estrutura e o capital são aproveitados com maior eficiência. A integração dos profissionais nas reuniões também é positiva, pois todos retornam ao trabalho ainda mais motivados a partir das experiências partilhadas. E o maior ganho deste trabalho unido é percebido na ponta, pelo cooperante, que terá profissionais cada vez mais qualificados para atende-lo melhor, através de processos que garantam a eficiência e segurança no trabalho”. Um exemplo dos benefícios da padronização foi em setembro de 2012, em razão de um forte temporal que atingiu a área de atuação da Coprel e ocasionou a queda de 876 postes nas redes de distribuição. Na ocasião, as coirmãs ofereceram equipes de eletricistas para auxiliar nos trabalhos para restabelecer o sistema elétrico – o que foi possível em função de todos os procedimentos de trabalho serem unificados.

Stefanello destaca também o trabalho do superintendente da Fecoergs, engenheiro José Zordan, que esteve à frente do programa de padronização desde seu início e o desempenho do engenheiro Luis Osorio na coordenação das atividades. Outro apoio fundamental é do Sescoop/RS – Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo, que acreditou no programa de padronização e é patrocinador dos treinamentos realizados para as cooperativas. (AI/Coprel)

Email

GALERIA DE IMAGENS

NOSSA HISTÓRIA

Uma história de cooperativismo construída por homens idealistas e empreendedores.

RECONHECIMENTO PÚBLICO

A Certel vem recebendo o reconhecimento por sua atuação na gestão dos seus negócios e nas comunidades onde está inserida.

INCENTIVO AO ESPORTE

A Certel estimula a qualidade de vida de seus associados e familiares, promovendo interações interação com as comunidades.

CORAL CERTEL

Constituído por colaboradores da cooperativa, o Coral Certel envolve talentos musicais de todas as áreas.

RSPONSABILIDADE SOCIO AMBIENTAL

A Certel participa de ações sociais, ambientais, educacionais e culturais direcionadas aos associados, familiares e comunidade em geral.

XOQUINHO

O Xoquinho é um grande amigo da garotada e é um dos mascotes mais requisitados para eventos na região.


Certel


Certel - Todos os direitos reservados ® Brivia