Sescoop realiza intercâmbio com Certel e Certel Energia

22 de Maio
Visita à propriedade de Décio e Dulce Schneider

Visita à propriedade de Décio e Dulce Schneider

Integrantes do Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop) de Brasília realizaram um intercâmbio com a Certel e a Certel Energia, de 13 a 15 de maio, em Teutônia. A visita integra o programa de aproximação do Sescoop Nacional com os 13 ramos do cooperativismo, através de visitas a diversas cooperativas brasileiras. O objetivo é estreitar a relação e facilitar que o órgão, ligado à Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), possa conhecer melhor a realidade do sistema e contribuir para o seu fortalecimento.

O grupo foi recebido pela direção das cooperativas, que apresentou o vídeo institucional e destacou a importância desta aproximação. Para o presidente, Egon Édio Hoerlle, o Sescoop contribui sensivelmente para a profissionalização das cooperativas, através de incentivos educacionais que permitem oferecer um atendimento especializado aos associados.

Além de conhecer todas as atividades desenvolvidas, desde a geração e distribuição de energia elétrica até a comercialização de móveis, eletroeletrônicos e materiais de construção, o provedor de internet, a indústria de artefatos de cimento, a construção de condomínios e os programas socioambientais, o grupo pôde ver como é a realidade do associado e a contribuição dele para o crescimento das cooperativas. Para tanto, visitaram o associado e líder de núcleo Alfonso Décio Schneider e o Grupo Krabbe, ambos de Westfália. Também visitaram o Colégio Teutônia, com quem as cooperativas têm parcerias para formação e qualificação de profissionais e associados.

Mapeamento
A analista da gerência de formação e qualificação profissional, Adalgisa Maria Pierre Rodrigues Maia, fez uma avaliação deste contato. “A visita foi proveitosa, pois o intercâmbio aproxima a gente, que fica numa instância distante, visto que as cooperativas estabelecem uma relação mais imediata com as unidades estaduais, no caso gaúcho, o Sescoop-RS. Assim, podemos mapear que tipo de temáticas devem estruturar os programas nacionais, de acordo com as necessidades das cooperativas”, afirmou. A analista destacou o apoio à qualificação. “Percebemos que se busca uma excelência, com realização de pesquisas para melhoria da qualidade técnica e valorização do nível educacional dos funcionários e associados. Há um forte espírito de cooperação que permeia toda esta ação educativa”, frisou.

 Desenvolvimento
Para o analista de monitoramento e desenvolvimento de cooperativas, Breno Paradelo Garcia, o contato foi útil porque possibilitou conhecer o negócio aplicado ao cooperativismo e o cooperativismo aplicado ao negócio de forma plena. “O município e a região contam com uma estrutura de metrópole em virtude do cooperativismo. Então, temos uma cidade com amplas condições de desenvolvimento, conforto e tranquilidade. É um lugar perfeito”, acentuou.

Oportunidades
Segundo a analista de promoção social, Mara Rubia de Abreu Lôbo, conhecer a Certel e a Certel Energia foi surpreendente, principalmente por atuarem em negócios diversificados. “A forma de organização desta comunidade, que surgiu do meio rural, pode se perpetuar, pois há condição de sucessão e de bons negócios a partir de uma conjuntura cooperativista. A forma como lidam com os associados e funcionários, como percebem oportunidades de mercado e como valorizam a responsabilidade socioambiental, faz com que Certel e Certel Energia cumpram o seu papel”, ponderou.

 Excelência
O analista tributário, Adson Oliveira Borges de Sousa, disse que a visita foi produtiva e considerou a experiência como gratificante e inovadora. “Estas cooperativas conseguiram um nível de excelência, de modo que quem conta com seus serviços está satisfeito”, observou. Sousa explicou que o Sescoop integra o grupo “S”, assim como o Senac atende ao comércio e o Senai à indústria.

Empreendedorismo
Na visão do analista técnico de monitoramento do Sescoop-RS, Silvino Wickert, que acompanhou a comitiva, o complexo de atividades conhecidas pelo grupo mostra como o cooperativismo contribui para que um número cada vez maior de pessoas possa ser atendido com qualidade e eficiência. “E esta participação conjunta entre as unidades federal e estadual do Sescoop é sumamente importante, pois garante um diálogo mais próximo. Visitar uma região que conta com a atuação de três grandes cooperativas de ramos distintos - Certel, de infraestrutura; Languiru, de agropecuária; e Sicredi, de crédito - foi essencial para verificarmos o espírito empreendedor que nasce devido a esta união”, avaliou.

Email

GALERIA DE IMAGENS

NOSSA HISTÓRIA

Uma história de cooperativismo construída por homens idealistas e empreendedores.

RECONHECIMENTO PÚBLICO

A Certel vem recebendo o reconhecimento por sua atuação na gestão dos seus negócios e nas comunidades onde está inserida.

INCENTIVO AO ESPORTE

A Certel estimula a qualidade de vida de seus associados e familiares, promovendo interações interação com as comunidades.

CORAL CERTEL

Constituído por colaboradores da cooperativa, o Coral Certel envolve talentos musicais de todas as áreas.

RSPONSABILIDADE SOCIO AMBIENTAL

A Certel participa de ações sociais, ambientais, educacionais e culturais direcionadas aos associados, familiares e comunidade em geral.

XOQUINHO

O Xoquinho é um grande amigo da garotada e é um dos mascotes mais requisitados para eventos na região.


Certel


Certel - Todos os direitos reservados ® Brivia