sexta-feira, 12 de novembro de 2021

Audiência pública da Fepam viabiliza licenciamento ambiental de hidrelétrica da Certel

Foi realizada na noite desta quinta-feira, dia 11, a Audiência Pública para viabilização do Licenciamento Ambiental da Hidrelétrica Vale do Leite, que será construída pela Certel no Rio Forqueta, entre os municípios de Pouso Novo e Coqueiro Baixo. De forma híbrida, o evento contou com aproximadamente 80 participantes, que estiveram presentes no CTG Tropilhas da Serra, em Pouso Novo ou conectadas via internet.
Na oportunidade, houve uma apresentação sobre a importância do empreendimento hidrelétrico, cuja potência instalada será de 6.400 killowats, com investimento de aproximadamente R$ 60 milhões, gerando energia elétrica para 20 mil pessoas. Também foi realizada uma explanação sobre as características do ecossistema onde a hidrelétrica será construída, com ênfase à responsabilidade socioambiental desenvolvida pela Certel.

Confiança
O presidente da cooperativa, Erineo José Hennemann, salienta a contribuição que a Hidrelétrica Vale do Leite dará para a garantia de uma infraestrutura energética confiável para a região, favorecendo também o abastecimento do Estado e do País. “Além de energia de qualidade para atender às demandas da nossa produtiva região, a hidrelétrica irá contribuir com geração de emprego, renda e arrecadação de impostos, beneficiando o município de Pouso Novo, o Estado e o País”, afirma. “E a intercooperação presente no financiamento da obra, juntamente com quatro cooperativas do Sistema Sicredi, comprova o quão fundamental é o sistema cooperativista, permitindo que todos os resultados sejam reinvestidos na própria região”, assinala, observando que a construção deve iniciar entre fevereiro e março próximos, com o devido licenciamento da Fepam.

Cultura e história
Segundo o diretor de geração e comercialização de energia da Certel, Julio Cesar Salecker, a construção desta nova hidrelétrica seguirá os rigorosos critérios que sempre são considerados pela cooperativa, a exemplo do que já ocorreu com as hidrelétricas Salto Forqueta, Boa Vista, Rastro de Auto e Cazuza Ferreira. “E, além de se tornar uma importante fonte energética para o desenvolvimento local e regional, certamente o turismo será alavancado, reverenciando aspectos culturais e históricos”, relata.

Turismo
Para o prefeito de Pouso Novo, Moacir Severgnini, o empreendimento vai beneficiar amplamente o município e a região. Ele elogiou o estudo realizado pela Geocenter, prospectando o baixo impacto ambiental da obra. “Nos sentimos privilegiados, pois, além de gerar energia elétrica, um insumo que está cada vez mais presente em nossas vidas, também favorecerá o desenvolvimento turístico. Afinal, temos um município cercado pelos rios Forqueta e Fão, além de belezas naturais, cachoeiras e a famosa gruta Nossa Senhora de Lourdes. A Hidrelétrica Vale do Leite alavancará nosso crescimento, tornando Pouso Novo ainda mais conhecida”, enfatiza.

Empreendedorismo
Quem compactua com esta visão é o prefeito de Coqueiro Baixo, Jocimar Valer, que comemora antecipadamente o fato de que seu município também será contemplado no futuro com uma hidrelétrica da Certel. “É com alegria que acompanhamos os preparativos da cooperativa para a implantação desta nova usina. Ela vai produzir muita energia para os associados, dando também condições para que novos empreendedores invistam em nossa região”, acentua.

Deixe seu comentário

+Política de privacidade