Educação para preservar antes mesmo de nascer

02 de Maio
Maurício e Liziane querem educar a filha Ana Rita

Maurício e Liziane querem educar a filha Ana Rita


Preocupados com a devastação do meio ambiente e com os efeitos danosos do aquecimento global, o casal Maurício e Liziane Andrea Stoll Dreifge, de Lajeado, quer conscientizar desde cedo a filha Ana Rita para que tenha uma postura ecologicamente correta. E os passos para que isso aconteça já foram dados antes mesmo do nascimento da criança, previsto para o início de junho.
Tudo começou no chá de fralda, evento que reuniu amigas da futura mamãe, cujo objetivo é comemorar as vésperas do nascimento e ajudar os pais a completarem o enxoval do bebê. Liziane e Maurício aproveitaram a ocasião para, através de um ato simbólico, mostrar que se preocupam com o meio ambiente no qual sua filha estará inserida.

Araçás e cerejeiras

Para tanto, Liziane distribuiu entre as convidadas mudas de araçás-vermelhos e cerejeiras. “Já possuímos a ideia da necessidade de preservar o meio ambiente bem incutida em nossa educação. Queremos que, desde pequena, Ana Rita seja educada para o mesmo propósito. Por isso, achamos que, com o chá de fralda, poderíamos associar uma nova vida com o plantio de novas árvores. Educar uma criança voltada para a sustentabilidade e arborizar são passos importantes para que tenhamos um planeta preservado e um futuro melhor”, assinala.
Maurício destaca que a gravidez foi planejada, e que pensaram muito bem sobre a possibilidade de gerar uma nova vida num mundo violento, com drogas e poluição. “Focando nisso, concluímos que poderíamos colocar mais alguém para mudar este cenário e fazer algo de melhor. Ela nem nasceu, mas já está contribuindo para um mundo mais preservado”, acrescenta.
As mudas foram adquiridas no Viveiro de Essências Florestais da Certel, em Teutônia. “Também pesquisamos em outros estabelecimentos, mas tivemos na Certel a melhor receptividade. Aproveitamos uma ida a Caxias do Sul para, na volta, comprar as mudinhas na loja de plantas junto à rodovia Rota do Sol. Ficamos maravilhados com o atendimento, a organização e a variedade das espécies. As mudas vieram inclusive com um pequeno cartão dando características das árvores e recomendações para o plantio”, afirma a futura mãe.

Sobrevivência

Assim que nascer, Ana Rita aprenderá a respeitar o ecossistema. “Educação vem de casa e ensinamento da escola. Vamos orientá-la também a separar o lixo corretamente, a economizar água, a usar sacola de pano ao invés de plástico”, exemplifica Liziane. “A nossa sobrevivência depende muito mais do planeta do que o planeta da gente. É esta consciência que deve começar a fazer parte do dia a dia das pessoas”, emenda Maurício.

Sobre as árvores

O araçá-vermelho tem altura que varia de três e dez metros, floração de setembro a janeiro e frutificação de fevereiro a março. Já a cerejeira atinge de dez a quinze metros, tem floração de setembro a novembro e frutificação de outubro a dezembro.

Email

GALERIA DE IMAGENS

NOSSA HISTÓRIA

Uma história de cooperativismo construída por homens idealistas e empreendedores.

RECONHECIMENTO PÚBLICO

A Certel vem recebendo o reconhecimento por sua atuação na gestão dos seus negócios e nas comunidades onde está inserida.

INCENTIVO AO ESPORTE

A Certel estimula a qualidade de vida de seus associados e familiares, promovendo interações interação com as comunidades.

CORAL CERTEL

Constituído por colaboradores da cooperativa, o Coral Certel envolve talentos musicais de todas as áreas.

RSPONSABILIDADE SOCIO AMBIENTAL

A Certel participa de ações sociais, ambientais, educacionais e culturais direcionadas aos associados, familiares e comunidade em geral.

XOQUINHO

O Xoquinho é um grande amigo da garotada e é um dos mascotes mais requisitados para eventos na região.


Certel


Certel - Todos os direitos reservados ® Brivia