Novos membros tomam posse no Comitê de Gerenciamento da Bacia Hidrográfica Taquari-Antas

21 de Maio
Novos membros do Comitê Taquari-Antas

Novos membros do Comitê Taquari-Antas

Foram empossados, na sexta-feira, dia 8, na Universidade de Caxias do Sul (UCS), os membros da plenária do Comitê de Gerenciamento da Bacia Hidrográfica Taquari-Antas para a gestão 2015 a 2017. O Comitê exerce a importante missão de ser o parlamento das águas em uma área abrangida por 120 municípios. Representantes das categorias de usuários e da população assumiram suas cadeiras. Como primeiro ato foi escolhida e empossada a diretoria para a nova gestão, tendo como presidente a Certel, representada pelo diretor de geração de energia elétrica, Julio Cesar Salecker; como vice-presidente, foi eleita a UCS, na pessoa do professor Isidoro Zorzi, membro do Conselho Diretor; e a secretaria executiva foi assumida pela professora da UCS, Maria do Carmo Padilha Quissini.
 
Articulação
Daniel Schmitz, professor da UCS que entregou o cargo de presidente, disse que o comitê trabalha com a articulação da sociedade como um todo, cuja trajetória é dividida em três fases. A primeira, de formação e consolidação do Comitê como entidade, a segunda, com busca de identificação diante do trabalho de planejamento da bacia hidrográfica. “Agora, entra-se em uma nova etapa, de que essa implementação ocorra nos planejamentos para que, realmente, as intervenções possam acontecer para que tenhamos a melhoria da qualidade das águas na efetividade”, sublinhou, desejando êxito ao seu sucessor.
 
Avanços
Em sua saudação, o presidente, Julio Salecker, que representou a Certel nas três gestões anteriores como vice-presidente do comitê, cumprimentou os novos membros empossados e sinalizou para uma nova gestão de avanços substanciais para a qualidade dos recursos hídricos. “Integramos uma região hidrográfica de muita importância, com 1,3 milhão de pessoas, 17% do PIB gaúcho e 10% da área do Estado”, endossou.
Como proposta de gestão, Salecker elencou uma série de ações, mas deu ênfase à necessidade de mobilização para implantar a Lei 10.350, que institui o Sistema Estadual de Recursos Hídricos, e modificá-la, se preciso for. “O fato é que ela tem 20 anos e ainda não foi implantada em sua totalidade. Especificamente, vamos buscar a implantação da Agência de Bacia, porque é uma das modificações que o governo do Estado está propondo, e já está na Assembleia Legislativa”, pontuou, destacando também a necessidade de trabalhar-se melhor a representação e a representatividade dos membros do comitê e a elaboração da fase C do Plano de Bacia Hidrográfica. “Buscaremos a efetividade das atividades do Comitê na melhoria da qualidade e quantidade de nossas águas.”
 
Crer para ver
Vice-presidente eleito, o biólogo Isidoro Zorzi, que foi o primeiro presidente da entidade, assinalou a função da universidade para os trabalhos do comitê. Disse que, embora haja todo um processo político, a entidade precisa ter processos técnicos bem claros, senão, as coisas não funcionam. “Não somos São Tomé, que quis ver para crer. Nós estamos acreditando para depois ver os resultados”, analisou, referindo-se à missão do comitê em auxiliar nas tomadas de decisões e na legislação dos recursos hídricos.
 
Recursos
Presente à solenidade, a coordenadora do Fórum Gaúcho dos Comitês de Bacias Hidrográficas, Valéria Borges Vaz, demonstrou apoio à nova gestão do comitê que gerencia a bacia Taquari-Antas. Disse que os comitês têm sua manutenção através de convênios e que, dos 25 comitês gaúchos, 14 não têm convênio de manutenção com a Sema, inclusive o Taquari-Antas. “Vamos buscar o mínimo que um comitê deve ter, que é um recurso de manutenção de sua estrutura básica, pois há recursos disponíveis, com uma rubrica específica, e temos de buscá-lo”, afirmou.
Valéria enalteceu que é preciso vencer esta batalha por uma água melhor, de qualidade para todos, onde os usuários e a população se vejam dentro das plenárias unidos, porque um depende do outro. “Não há como trabalharmos de forma separada, e temos de unir as nossas forças para melhorar a situação dos nossos rios contemplando a todos”, orientou.
 
Boa notícia
O chefe da Divisão de Planejamento do Departamento de Recursos Hídricos (DRH), Cícero Zorzi, deu posse aos novos membros do comitê. Representando a secretária estadual de meio ambiente, Ana Pellini, e o diretor do DRH, Fernando Meirelles, Cícero trouxe a boa notícia de que, finalmente, está sendo implementada a ordem de serviço de contratação do Sistema de Informação para Recursos Hídricos. “É uma batalha antiga e que finalmente sai do papel para trazer um benefício muito grande ao sistema como um todo”, alinhavou.
Também frisou que o papel das entidades que compõem o comitê é importantíssimo diante dos desafios propostos. “A nossa lei é de 20 anos, tem muita coisa a ser feita ainda e temos que trabalhar em conjunto, pois ninguém consegue fazer as coisas andarem sozinhas. Precisamos dos convênios de manutenção em funcionamento para todos os comitês, do fortalecimento do órgão gestor de recursos hídricos e da implementação dos instrumentos de gestão. A caminhada é longa, e precisamos avançar em muitos aspectos ainda”, enfatizou.
 
Sobre a bacia
A Bacia Hidrográfica Taquari-Antas está localizada a nordeste do Estado do Rio Grande do Sul, abrangendo as províncias geomorfológicas do Planalto Meridional e Depressão Central. Seus principais cursos de água são os rios das Antas, Tainhas, Lajeado Grande, Humatã, Carreiro, Guaporé, Forqueta, Forquetinha e Taquari. O rio Taquari-Antas tem suas nascentes em São José dos Ausentes e desembocadura no Rio Jacuí. A Bacia do Taquari-Antas abrange parte dos campos de cima da serra e Vale do Taquari, com predomínio de agropecuária, e a região colonial da Serra Gaúcha, caracterizada por intensa atividade industrial.
O processo de formação do Taquari-Antas iniciou, formalmente, em 1996, através da criação de duas comissões provisórias, uma para cada segmento da Bacia (do rio das Antas e do rio Taquari). “Em 1998, foi implantado o Comitê Taquari-Antas, juntando as duas regiões em um grande exemplo de união e entendimento da abrangência do curso deste grande rio”, relata Salecker.
 
Conheça todas as entidades eleitas para a nova gestão do comitê:
 
Grupo I – Usuários da Água
 
Categoria Abastecimento Público
Associação Pró-Desenvolvimento Languiru (Rudimar Nestor Landmeier), Prefeitura de Santa Cruz do Sul (Adalberto Luis Voese), Companhia Riograndense de Saneamento - Corsan (Renata Dal Magro), Associação dos Moradores dos Bairros São J. Operário, Sta. Lúcia e Sta. Terezinha (Tiago Betto) e Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto – Samae (Tiago de Vargas)
 
Categoria Esgotamento Sanitário, Drenagem, Gestão Urbana e Ambiental
Companhia Riograndense de Saneamento – Corsan (Gelson Molon), Prefeitura de Venâncio Aires (Carin Taiara Gomes), Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto – Samae (Juarez Biasio), Prefeitura de Estrela (Hilário Eidelwein), Prefeitura de Muçum (Marisa Ambrosi), Prefeitura de Guaporé (Gabriel Sartori), Prefeitura de Marau (Gisieli Gallina Portela) e Prefeitura de São Francisco de Paula (Flávio Leandro Prestes Alves)
 
Categoria Geração de Energia

Cooperativa Regional de Desenvolvimento Teutônia – Certel (Julio Cesar Salecker), Companhia Estadual de Energia Elétrica - CEEE/GT (André Mito Dornelles), Companhia
Energética Rio das Antas – Ceran (Maria Angela Damian) e Da Ilha Energética (Vinícius Stival)
 
Categoria Produção Rural

Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Veranópolis, Vila Flores e Fagundes Varela (Eugênio E. Zanetti), Sindicato dos Trabalhadores Rurais de São Marcos (Evandro Carlos Kuwer), Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Vacaria e Muitos Capões (Sérgio Poletto), Associação dos Sindicatos dos Trabalhadores Rurais – Regional Sindical Vale do Taquari (Rogério Heemann), Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Anta Gorda (Mauro Lui), Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Nova Bréscia (Celito Joege Turatti), Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Encantado (Gilberto Zanatta) e Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Dois Lajeados (Moacir Olmi)
 
Categoria Indústria
Sindicato das Indústrias de Produtos Suínos do RS (Rony Carlos Giongo) e Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Farroupilha (Gervásio Silvestrin)
 
Categoria Navegação e Mineração
Sociedade dos Mineradores de Areia do Rio Jacuí Ltda. – Smarja (Nestor Halmenschlager)
 
Categoria Esporte, Lazer e Turismo
Associação de Turismo da Serra Nordeste – Atuaserra (Romeu Tedesco)
 
Grupo II – Representantes da População
 
Categoria Legislativos Municipais
Câmaras de Vereadores de: Ipê (Paulo Roberto Agostini), Vacaria (Valdecir Panisson), Guaporé (Adilio Antonio Pasini), Garibaldi (José Bortolini), Veranópolis (Moisés Pertile) e Caxias do Sul (Adelino Teles)
 
Categoria Associações Comunitárias e Clubes de Serviços Comunitários
Associação dos Agricultores de Pedra Lisa e Felicidade (Wilson Pinheiro Bossle)
 
Categoria Instituições de Ensino, Pesquisa e Extensão
Emater/RS – Ascar (Adelaide Juvena Kegler Ramos), Campus Universitário da Região dos Vinhedos - Fervi (Taison Anderson Bortolin), Universidade de Caxias do Sul – UCS (Isidoro Zorzi), Faculdade da Serra Gaúcha (Maria do Carmo Antunes Suita) e Faculdade La Salle (Marcos Antônio Corbellini)
 
Categoria Organizações Ambientais
Fundação Pró-Rio Taquari (Ildo Guinter Mayer) e Associação Ecológica Vida e Meio Ambiente – Vime (Ana Maria Postal)
 
Categoria Associações de Profissionais
Academia Literária do Vale do Taquari – Alivat (Ana Cecília Togni), Associação Riograndense de Imprensa (Mário Eugênio Villas Bôas da Rocha), Associação dos Engenheiros Agrônomos da Encosta Superior Nordeste – Aeane (Paulo Facchin), Associação Brasileira de Engenharia
Sanitária e Ambiental - Abes (Shirley Dini Nielsen), Aeba – Associação dos Ex-Bolsistas da Alemanha (Ênio Costa Hausen)
 
Categoria Organizações Sindicais
Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas Cooperativas de Desenvolvimento Rural do RS – Sitracooper (Hélio Eduardo Pires), Sindicato dos Engenheiros no Estado do Rio Grande do Sul - Senge-RS (Sandra Maria Dalmina), Siindi Águas (Giovani Martins de Souza)
 
Grupo III – Representantes do Governo Estadual e Federal
Secretaria Estadual de Obras Públicas, Irrigação e Desenvolvimento Urbano; Secretaria Estadual da Saúde (Eduardo Kieling); Secretaria Estadual de Educação – 3ª CRE (Regiane Mallmann); Secretaria Estadual do Meio Ambiente; Secretaria Estadual da Ciência e Tecnologia; Secretaria Estadual do Turismo, Esporte e Lazer; Secretaria Estadual da Agricultura, Pecuária, Pesca e Agronegócio; Secretaria Estadual do Planejamento e Gestão; Ministério do Meio Ambiente –SRHU; e Ministério do Meio Ambiente – MMA
 
IV – Grupo Especial
Fundação Estadual de Proteção Ambiental – Fepam (Alessandra de Quadros), Departamento de Recursos Hídricos DRH /Sema, Conselho de Recursos Hídricos - CRH do RS, Brigada Militar – Patrulhas Ambientais, Fundação Estadual de Planejamento Metropolitano e Regional – Metroplan

Email

GALERIA DE IMAGENS

NOSSA HISTÓRIA

Uma história de cooperativismo construída por homens idealistas e empreendedores.

RECONHECIMENTO PÚBLICO

A Certel vem recebendo o reconhecimento por sua atuação na gestão dos seus negócios e nas comunidades onde está inserida.

INCENTIVO AO ESPORTE

A Certel estimula a qualidade de vida de seus associados e familiares, promovendo interações interação com as comunidades.

CORAL CERTEL

Constituído por colaboradores da cooperativa, o Coral Certel envolve talentos musicais de todas as áreas.

RSPONSABILIDADE SOCIO AMBIENTAL

A Certel participa de ações sociais, ambientais, educacionais e culturais direcionadas aos associados, familiares e comunidade em geral.

XOQUINHO

O Xoquinho é um grande amigo da garotada e é um dos mascotes mais requisitados para eventos na região.


Certel


Certel - Todos os direitos reservados ® Brivia