Parlamento gaúcho destaca a força do cooperativismo de Teutônia

20 de Julho
Grande público prestigiou programação

Grande público prestigiou programação


Associados, líderes de núcleo e conselheiros administrativos e fiscais das cooperativas Certel, Languiru e Sicredi, assistiram na manhã de sexta-feira, dia 11, ao evento de apresentação do programa “Cooperação: o Rio Grande acima das diferenças”, que norteia a gestão do Parlamento gaúcho neste ano. A abertura foi feita pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado Giovani Cherini, na Associação Pró-Desenvolvimento de Languiru, em Teutônia. Houve a apresentação de quatro cases de sucesso na área do cooperativismo: Sicredi, Languiru, Certel e Associação da Água.
 
Bons exemplos
“O papel da Assembleia Legislativa é atuar em parceria com a sociedade, despertando a consciência da necessidade da cooperação voltada ao bem comum”, afirmou Cherini. “Temos que multiplicar os bons exemplos, que dão notícia boa”, incentivou, falando da importância da apresentação dos cases. “Não há lugar mais cooperativo que Teutônia. É um exemplo de associativismo que o Rio Grande do Sul deve conhecer. Cooperar é agir pensando nas próximas gerações, é irmão ajudando irmão”, frisou.
 
Esforços coletivos
O presidente da Ocergs, Vergílio Perius, parabenizou a Assembleia pela iniciativa de difundir entre os gaúchos a ideia de que a cooperação é importante. “Esta é a notícia do ano no nosso Estado”, elogiou. Segundo Perius, Teutônia se destaca no setor, pois 82% dos seus cidadãos são associados a alguma cooperativa. “Esse índice supera o de países da Europa e do Canadá, que são de 40% e 60%, respectivamente. Não há lugar onde nos sintamos tão em casa como aqui. O cooperativismo de Teutônia funciona como um relógio”, comparou, ressaltando que os melhores resultados se alcançam por esforços coletivos.
 
Desenvolvimento
Já o prefeito, Renato Airton Altmann, e o presidente da Câmara de Vereadores de Teutônia, Evandro Biondo, destacaram a importância das cooperativas no desenvolvimento econômico, social e ambiental do município e da região. Segundo Altmann, “Teutônia é o que é graças ao cooperativismo”.
 
Sicredi
O case Sicredi foi apresentado pela assessora de comunicação social Michelli Davoglio. A instituição surgiu em 1902, com a criação da primeira cooperativa de crédito do Brasil e América Latina, em Nova Petrópolis. Já em 1995 ocorreu a criação do primeiro Banco Cooperativo privado brasileiro, atualmente presente em dez Estados com 128 cooperativas. O Sicredi tem 1,6 milhão de associados e R$ 2,3 bilhões de patrimônio líquido. O sistema está presente em 87% dos municípios gaúchos. Neste ano, as operações de crédito devem chegar a R$ 218,124 milhões. 
 
Cooperativa Languiru
O presidente da Languiru, Dirceu Bayer, apresentou a trajetória da cooperativa, que tem 4,2 mil associados, oito mil clientes e ocupa a terceira posição entre as maiores cooperativas agropecuárias do Estado, com uma linha de mais de 300 produtos. A Languiru está presente em 364 municípios, em 17 Estados e 40 países. A projeção é de um faturamento de R$ 500 milhões neste ano. “Estamos num momento novo e nossa região é beneficiada com este evento. Temos que nos imbuir de força de vontade para que possamos tocar adiante este grande projeto, que é o da cooperação”, frisou Bayer.
 
Associação da Água
O presidente da Associação Pró-Desenvolvimento de Languiru (Associação da Água), Pedro Hartmann, falou da preocupação da entidade com o meio ambiente. Trata-se de uma associação responsável pela distribuição da água a moradores da cidade. “Precisamos criar mais consciência da necessidade de cuidados com a água”, acrescentou. O empreendimento foi apresentado através da exibição de um vídeo.
 
Certel
O case Certel foi apresentado pelo presidente Egon Édio Hoerlle. Juntas, Certel e Certel Energia possuem 62 lojas e forte atuação na área comercial, além de ter viveiro de mudas, lojas de plantas, provedor de internet e atuar na geração e distribuição de energia elétrica. A previsão de faturamento em 2010 é de aproximadamente R$ 258 milhões. Os dados apresentados ainda destacam o grande número de associados, 51 mil, e patrimônio de R$ 43 milhões.
 Hoerlle afirmou que o cooperativismo moderno necessita cada vez mais de lideranças empreendedoras e ousadas. “Caminhar sozinho é possível, mas o bom andarilho sabe que, na jornada da vida, precisa de bons companheiros”, acrescentou. Neste sentido, o presidente da Certel disse que, em Teutônia, tem sido verificado este companheirismo e um cooperativismo sadio, que gera desenvolvimento socioeconômico das comunidades. “No município, temos 10.911 dos nossos associados”, complementou.
 
Saiba mais
A promoção do evento é do Parlamento gaúcho, através do Gabinete da Presidência, Fórum Democrático de Desenvolvimento Regional e Espaço do Vereador. Participaram ainda o vice-presidente da AL, deputado Marquinho Lang, e o deputado Heitor Schuch. As atividades encerraram-se com o seminário Os Vereadores e o Cooperativismo, promovido pelo Fórum Democrático de Desenvolvimento Regional e Espaço do Vereador, em conjunto com a Ocergs.

Email

GALERIA DE IMAGENS

NOSSA HISTÓRIA

Uma história de cooperativismo construída por homens idealistas e empreendedores.

RECONHECIMENTO PÚBLICO

A Certel vem recebendo o reconhecimento por sua atuação na gestão dos seus negócios e nas comunidades onde está inserida.

INCENTIVO AO ESPORTE

A Certel estimula a qualidade de vida de seus associados e familiares, promovendo interações interação com as comunidades.

CORAL CERTEL

Constituído por colaboradores da cooperativa, o Coral Certel envolve talentos musicais de todas as áreas.

RSPONSABILIDADE SOCIO AMBIENTAL

A Certel participa de ações sociais, ambientais, educacionais e culturais direcionadas aos associados, familiares e comunidade em geral.

XOQUINHO

O Xoquinho é um grande amigo da garotada e é um dos mascotes mais requisitados para eventos na região.


Certel


Certel - Todos os direitos reservados ® Brivia