Rio Taquari com quatro toneladas a menos de lixo

17 de Maio
Coleta de lixo às margens de Estrela

Coleta de lixo às margens de Estrela


Mais de 600 voluntários e 12 embarcações estiveram engajados na sexta edição da ação Viva o Taquari Vivo, que recolheu 4.312 quilos de lixo no leito e nas barrancas do rio Taquari, entre os municípios de Estrela e Lajeado, na manhã do dia 5 de maio. O número representa uma diminuição em relação ao de 2011, que foi de 5.502 quilos. Os voluntários navegaram pelo rio e percorreram as barrancas usando luvas e portando sacos de lixo e muita disposição, numa distância aproximada de 4,5 quilômetros, entre a foz dos arroios Estrela e Boa Vista.

Cerca de 20 colaboradores da Certel e da Certel Energia, de Teutônia, também participaram do mutirão de limpeza, acompanhados pelo vice-presidente, Erineo José Hennemann, e pelo diretor de geração de energia, Julio Cesar Salecker, também vice-presidente dos Comitês de Gerenciamento das Bacias Hidrográficas do Taquari-Antas e do Rio Pardo.

O material coletado variou entre embalagens plásticas, garrafas pet, ferro, madeira, papelão, isopor e outros menos comuns. O que mais chamou a atenção dos participantes foram sofás, pneus, televisão, colchões, tapetes e roupas. Os resíduos coletados foram encaminhados para reciclagem e o restante para os aterros sanitários de Lajeado e Estrela. A metodologia de separação, classificação, pesagem e tabulação dos resíduos esteve a cargo da bióloga e mestre em ecologia Cátia Viviane Gonçalves, da Univates.

 
Maturidade ativa

Este ano, o Viva o Taquari Vivo envolveu 86 alunos oriundos de cinco escolas de Lajeado. Eles participaram de atividades educacionais paralelas ao evento. Em uma delas, as integrantes do programa Maturidade Ativa, do Serviço Social do Comércio (Sesc), contaram a história sobre o rio Taquari, mostraram reportagens da época e falaram sobre a importância de preservar o manancial. Em um painel, as pessoas deixavam mensagens sobre como cuidavam do rio.

A ação foi uma realização da Associação Comercial e Industrial de Lajeado (Acil), Câmara de Comércio, Indústria e Serviços de Estrela (Cacis) e Unidade da Parceiros Voluntários (UPV) Lajeado.Teve como patrocinadores a Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan), Cooperativa Regional de Desenvolvimento Teutônia (Certel) e Folhito Indústria e Comércio de Adubos Orgânicos Ltda. Contou com o apoio das prefeituras e secretarias do Meio Ambiente de Lajeado e Estrela, Univates e Plastrela Embalagens Flexíveis.

 
Bem precioso

O coordenador da ação, Gilberto Soares, destacou que o foco principal foi chamar a atenção das comunidades dos vários municípios banhados pelo rio Taquari sobre a importância fundamental que o manancial tem. “O rio representa vida, é água ainda relativamente pura, um dos bens mais preciosos da humanidade e do planeta”. O aumento do número de voluntários, para Soares, significa uma grande construção social. “Que todos reflitam sobre o que estão fazendo para a preservação efetiva deste patrimônio tão fundamental para a subsistência que são os recursos hídricos”, complementou.

 
Cidadania

Para o vice-presidente da Certel, Erineo José Hennemann, a ação é um evento que incita a cidadania. O importante, segundo ele, é a mensagem de exemplo que foi deixada para que se tenha um rio e um mundo melhor. “A quantidade de lixo recolhida nos faz entender que a cultura ecológica ainda não está bem enraizada na sociedade. A exemplo das campanhas ambientais realizadas pela Certel desde 1985, esta ação é vital para que o meio ambiente seja respeitado”, avalia.

 
Consciência

Segundo o diretor de geração da Certel e vice-presidente dos Comitês Taquari-Antas e Rio Pardo, Julio Cesar Salecker, o que vale é a consciência que acaba se criando nas pessoas que participam destas atividades, bem como em seus amigos, familiares e instituições. “É preciso entender que as águas no planeta Terra são como o sangue no corpo humano. É o que dá a vida, e que, inclusive, mantém a nossa raça humana”, salienta.

Salecker diz que é preciso batalhar pelo tratamento de esgoto das cidades. Conforme ele, nenhum dos 118 municípios abrangidos pelo Taquari-Antas possui tratamento completo de esgoto. “Nossas lideranças precisam enxergar que os recursos naturais são finitos. Tem de tudo dentro do nosso rio, e isso é um crime”, protesta. O comitê está trabalhando agora o Plano de Bacias, e a poluição vai ser regulada. “Dentro de dez há quinze anos, poderemos fazer como a Europa, que limpou os seus rios através de leis, fiscalização mais severa e cobrança pelo uso da água”, menciona.

* Texto com colaboração da Assessoria de Imprensa da Acil

Email

GALERIA DE IMAGENS

NOSSA HISTÓRIA

Uma história de cooperativismo construída por homens idealistas e empreendedores.

RECONHECIMENTO PÚBLICO

A Certel vem recebendo o reconhecimento por sua atuação na gestão dos seus negócios e nas comunidades onde está inserida.

INCENTIVO AO ESPORTE

A Certel estimula a qualidade de vida de seus associados e familiares, promovendo interações interação com as comunidades.

CORAL CERTEL

Constituído por colaboradores da cooperativa, o Coral Certel envolve talentos musicais de todas as áreas.

RSPONSABILIDADE SOCIO AMBIENTAL

A Certel participa de ações sociais, ambientais, educacionais e culturais direcionadas aos associados, familiares e comunidade em geral.

XOQUINHO

O Xoquinho é um grande amigo da garotada e é um dos mascotes mais requisitados para eventos na região.


Certel


Certel - Todos os direitos reservados ® Brivia