sexta-feira, 21 de fevereiro de 2020

Lançamento de projeto hidrelétrico marca os 64 anos da Certel

Compartilhe:

A quarta-feira, dia 19, foi de muita alegria e emoção para a Certel, pois marcou os 64 anos da cooperativa. Uma programação alusiva ao aniversário foi realizada no CTG Tropilhas da Serra, em Pouso Novo, e contou com a presença de autoridades locais, regionais e estaduais, além de associados e colaboradores da coperativa.

O foco esteve no lançamento do projeto da Hidrelétrica Vale do Leite, que será construída no Rio Forqueta, entre os municípios de Pouso Novo e Coqueiro Baixo. Houve a assinatura dos contratos de financiamento da obra, orçada em R$ 45 milhões, com as Sicredi’s Ouro Branco (Teutônia), Integração RS/MG (Lajeado), Região dos Vales (Encantado) e Botucaraí (Soledade), e a entrega do protocolo da Licença Prévia da Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam). Também marcou o aniversário a assinatura do financiamento de R$ 10 milhões com o Banco Regional de Desenvolvimento Econômico do Extremo Sul (BRDE), para melhorias da infraestrutura energética da área abrangida pela Certel, além da entrega do projeto civil de uma ponte sobre o Rio Forqueta, interligando Pouso Novo e Coqueiro Baixo.

Representando as quatro cooperativas de crédito, o presidente da Sicredi Ouro Branco, Neori Ernani Abel, classificou o momento como histórico para o Sicredi Nacional. “Cooperamos primeiro com as cooperativas do nosso sistema, e agora estamos prontos para cooperar com o cooperativismo de infraestrutura, que tem papel fundamental em nosso País. Se tivéssemos mais ‘Certéis’ espalhadas pelo Brasil, certamente os problemas de infraestrutura que o Estado e o País enfrentam estariam com uma solução muito viável. Nossa parceria com a Certel é de longa data, mas é a primeira vez que o sistema cooperativista vai construir uma hidrelétrica”, comemorou Abel.

O gerente de operações do BRDE, André Gotler, destacou a parceria de mais de 20 anos entre a instituição e a Certel. “Já financiamos hidrelétricas e outras iniciativas que auxiliam para o desenvolvimento de toda a região. O atual investimento vai melhorar a distribuição de energia, favorecendo o desenvolvimento de vários municípios. Temos também muitas parcerias com o Sicredi, e parabenizamos o cooperativismo de crédito por esta aliança tão importante firmada com a Certel”, afirmou.

Segundo a presidente da Fepam, Marjorie Kauffmann, em seus 64 anos, a Certel tem sido uma provedora de soluções para as comunidades. “Acompanho a cooperativa por morar em Lajeado, e sei a importância dos bons serviços prestados por ela. Queremos parabenizá-los não só pelo aniversário, mas pela história construída com muito trabalho”, relatou. Segundo Marjorie, a Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema) e a Fepam têm tratado este empreendimento hidrelétrico como projeto prioritário e estratégico para o Estado. “Assumimos o compromisso já no ano passado e, hoje, reforço que trataremos este processo com especial atenção para dar celeridade e adequar os cronogramas da Certel com os do órgão regulador, sempre cumprindo todas as legislações vigentes e necessárias à preservação ambiental”, acrescentou.

O secretário adjunto de Estado do Meio Ambiente e Infraestrutura, Paulo Roberto Dias Pereira, reconheceu os esforços da Certel em prol do empreendedorismo sustentável. “Ficamos impressionados pela força e pela vontade de fazer do presidente da cooperativa. Esta região, de fato, tem características não só do cooperativismo, mas da geração de energia como mote para o desenvolvimento. Temos a firme convicção de que esta geração é a chave para o desenvolvimento do Rio Grande do Sul. É para isso que estamos trabalhando junto com vocês, porque o governo sozinho não faz nada. Ele só realiza através de comunidades como esta aqui”, sublinhou.

De acordo com o diretor do Sistema Ocergs-Sescoop/RS, Irno Pretto, foi um dia histórico porque, jamais, em algum momento, comunidades foram unidas pelo crédito e pela infraestrutura, dois ramos diferentes do cooperativismo, mas que muito fazem para que haja desenvolvimento social e econômico. “Nós, do Vale do Taquari, onde se diz que há de 84% a 88% dos moradores sócios de cooperativas, seguramente estamos pisando num solo sagrado do cooperativismo brasileiro”, enfatizou. Pretto ainda destacou a recomendação do Banco Central de que as cooperativas são o modelo ideal de negócios para um atingimento mais rápido de acesso ao sistema financeiro.

O prefeito de Pouso Novo, Aloísio Brock, disse que sua cidade e a de Coqueiro Baixo viveram um dia histórico. “É a incrível possibilidade de gerarmos energia sustentável, com total respeito ambiental. É um privilégio receber uma hidrelétrica que possibilitará várias formas de desenvolvimento. Vemos a Certel como uma cooperativa que tem como valores a solidez permanente, preza por inovações, tem qualidade nas relações, valoriza competências e assume sua responsabilidade socioambiental. Ter dado ao Sicredi esse financiamento engrandece ainda mais a nossa região”, frisou.

Quem também valorizou o espírito empreendedor do cooperativismo foi o prefeito de Coqueiro Baixo, Jocimar Valer. “Se estamos aqui reunidos, é unicamente pela iniciativa de cooperativas. Surgem, a partir daí, possibilidades de empregos diretos e indiretos e arrecadação que vêm de encontro aos nossos municípios. Desejamos vida longa à Certel, e que ela possa estreitar laços com Coqueiro Baixo e toda região”, pontuou.

“Que através da alegria deste momento grandioso possamos continuar colaborativos, cooperados, progressistas, e nos orgulhar muito mais do lugar onde vivemos. A parceria com as Sicredi’s é um momento ímpar jamais vivido no sistema cooperativo de infraestrutura e de crédito. Que possamos ser felizes, repartir essa felicidade e levar a todos os nossos associados e consumidores, e que essa luz possa brilhar por muitos e muitos anos”, assinalou o superintendente da Certel, Ilvo Edgar Poersch.

Emocionado, o presidente da Certel, Erineo José Hennemann, fez referência às pessoas que já passaram pela cooperativa e deixaram dedicação, trabalharam, ajudaram e fizeram com que ela chegasse aos 64 anos respeitada e reconhecida. “Que essas pessoas recebam nosso carinho, afeto e gratidão”, afirmou. Mas, também observou a necessidade de sempre se olhar para a frente. “Precisamos saber aonde a cooperativa vai estar nos próximos 64 anos, e nosso planejamento tem que enxergar as oportunidades que estão surgindo.”

Citou importantes acontecimentos recentes, como a nova fonte de energia que abastece o Vale do Taquari com energia da Serra Gaúcha, através da nova subestação de Costão, em Estrela, e que contempla a Certel com garantia de energia para os próximos 15 anos, eliminando riscos de racionamentos durante os verões. Também o fato de que a Certel possui a tarifa de energia mais barata do Estado, 30% menor em relação às concessionárias. “A novidade, agora, é que a Certel foi classificada, através do Prêmio Aneel de Qualidade, como a sétima melhor distribuidora de energia elétrica do País. Isso acontece porque somos cooperativa e temos uma missão, gerar e distribuir energia de qualidade com prestação de serviços excelentes em todas as áreas, buscando custos cada vez menores para o nosso associado”, observou Hennemann.

Compartilhe:

Deixe seu comentário